Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Erval Velho - Verde e Termal

Publicado em 17/09/2015 às 16:31 - Atualizado em 17/09/2015 às 16:33

O atual Município de Erval Velho foi habitado por silvícolas da Tribo Bororós, conforme vestígios arcanos aqui encontrados.
O início do povoamento se deu com a vinda dos senhores Cel. Honorato Vieira, Cel. Zeferino Cândido Bittencourt, Major Sátiro Bittencourt e as famílias Bello e Pires. Estas famílias vieram do vizinho Estado do Rio Grande do Sul e fixaram-se na região por volta de 1870, às margens do Rio Erval.
Logo que chegaram os primeiros moradores procuraram construir suas casas e manter contato com pessoas de localidades próximas. Conforme constatado, nas primeiras famílias a imigrarem para a região, seus patriarcas ornavam-se por pré-nomes militares, razão esta que certamente influenciou na construção de uma capela em honra a São Sebastião, tendo sido este um Mártir Santo Guerreiro do Imperador Diocesano.
O pequeno povoado recebeu o nome de São Sebastião do Erval, posteriormente Arco Verde, e por fim Erval Velho. Os nomes originaram-se da grande quantidade de ervais (erva-mate) existentes na região.
Erval Velho, em seus anos de colonização, também conheceu a prolongada questão do Contestado, a chamada "Guerra Sertaneja". Em vários locais do Município o Monge "São João Maria", como era chamado, passou peregrinando, deixando muitos vestígios de cura e fé nos seus devotos.
No ano de 1881, o povoado foi elevado à categoria de Distrito de Campos Novos, com o nome de Erval Velho.
Pela Lei Nº 889 de 18 de junho de 1963, a Vila de Erval Velho passou a categoria de Município, desmembrando-se de Campos Novos.
O Município foi instalado em 27 de julho de 1963, tendo como primeiro Prefeito o senhor José Zeferino Pedrozo, nomeado pelo então Governador do Estado, Ivo Silveira. Comemora-se o dia do Município em 18 de junho.


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar